5 dicas para escolher seus Móveis Projetados corretamente

By 7 de julho de 2020Ambientes

IMG_3224

Gaveta desregulada, porta torta, puxador caindo, borda descolando, eletrodomésticos que não cabem no seu ambiente, objetos que chegam quebrados ou dificuldades na montagem. Esses são alguns dos problemas de quem compra móveis planejados sem pensar na qualidade.

Foi o que aconteceu com a artesã curitibana Claudia Lira que, com a intenção de economizar, acabou tendo que esperar um bom tempo pelo guarda-roupa do filho. O pedido foi feito pela internet e, quando o guarda-roupas chegou, estava com dois dos três espelhos quebrados. “Por obra divina eu não abri a caixa e esperei o montador. Se eu tivesse aberto para conferir, poderia ter perdido o troca”, relembra Claudia. Depois de muito tempo esperando pela substituição, finalmente chegou o guarda-roupa com todos os espelhos intactos.

A médica afirma que essa não foi a primeira vez que teve problemas. “Com móveis sob medida também já tive problemas. Parafusos espanados, ferragens que enferrujaram em pouco tempo, espelhos oxidados. E o pior: não fui ressarcida pelo marceneiro”, lamenta.

“É claro que uma boa pesquisa de preços é importante, mas tem muitos outros detalhes que precisam ser levados em conta na hora da compra”, ressalta o designer de interiores Patrick Stwart. Por isso, além das cores, modelos dos móveis e o projeto em si, alguns tópicos precisam ser levados em consideração para evitar frustrações no futuro.

1- A escolha do profissional ou da loja
Pode parecer óbvio, mas não é. Tem muita gente que opta por uma solução de custo reduzido e acaba tendo a maior dor de cabeça. Então, primeiramente, é preciso escolher o profissional especializado que vai te auxiliar, pois é ele que vai esclarecer suas dúvidas e orientar sobre diferenças de materiais e acabamentos. Procure buscar referências com clientes que já foram atendidos por esse profissional e o que dizem sobre ele. Questione e observe se ele sabe a resposta na “ponta da língua”, pois um profissional precisa estar preparado para saber o que indicar aos seus clientes. “Precisa ser alguém competente para poder te passar as informações necessárias, que vão garantir os detalhes do produto e uma maior vida útil dos seus armários”, orienta Patrick, que tem 12 anos de experiência em móveis projetados.

2- A qualidade dos produtos
Além de uma empresa especializada com profissionais qualificados, levantar informações sobre a qualidade do material é fundamental. Entre as perguntas que você deve fazer estão se o material respeita as normas técnicas e se o produto tem garantia. Segundo a arquiteta Lilia Lemos, a espessura da madeira, a indústria de origem, o tipo de corte e a colagem das fitas de borda são pontos importantes para evitar que o seu móvel desmonte em poucos meses. “Verifique quem são os fornecedores de chapas e se oferece a garantia de fábrica”, destaca a arquiteta

3- Defina melhor o espaço para os móveis
Uma das dúvidas mais frequentes sobre os espaços. Quanto melhor você souber e definir o espaço onde ficará o móvel, melhor aproveitado será o ambiente. Defina não apenas o local, mas o que você precisa com esse mobiliário. É um armário, é um espaço de estudos/trabalho ou é sua cozinha nova? Tudo deve ser pensado, na sua utilidade, propósito e principalmente como deve funcionar para seu dia a dia

4- Profundidade dos armários
Em relação à profundidade dos armários, é interessante primeiramente considerar os tamanhos dos eletros e eletrônicos ou objetos que serão guardados ali. Com isso, será possível escolher um tamanho que garanta a funcionalidade do móvel e atender à necessidade da família. Novamente a participação de uma arquiteta ou designer de interiores é fundamental

5- Não faça você mesmo
Outra fonte de problemas é quando a pessoa opta por comprar móveis soltos e ela mesma montar os armários ou decorar o ambiente. A menos que seu talento para o design e arquitetura seja elevado, recorra aos móveis projetados, com o preparo do projeto, cuidado máximo na montagem, pós-venda e até dicas de decoração e iluminação. Vale a pena o investimento. “A parte de serviços também é fundamental para a montagem ser rápida e não virar um transtorno na vida dos donos da casa. Opções de compra de móveis desmontados costumam ser um risco”, alerta a designer de interiores, Patrick Stwart.

Comentários

Leave a Reply